Jardins

Luis de Matos - Thursday, June 14, 2012 - Comentários (0)

Ponte de Lima é uma terra que, apesar de fazer inveja a muitas cidades, continua a insistir em ser vila. As suas gentes e os seus dirigentes celebram a ruralidade com um singular orgulho e excelência. Da secular tradição da “Vaca das Cordas”, em que milhares de forasteiros invadem o centro histórico atrás de uma vaca guiada por cordas, até à “Feira do Cavalo”, de espectacular dinâmica desportiva, cultural e turística, e que rapidamente conquistou um lugar cimeiro ao nível dos eventos equestres, Ponte de Lima reinventa-se a cada instante através das múltiplas ofertas criativas que contribuem extraordinariamente para a dinamização da vila e da região do Alto Minho.

Recentemente completei a minha terceira viagem a Ponte de Lima. Em 2002, o magnífico Teatro Diogo Bernardes recebeu o nosso espectáculo “CLOSE-UP”. Dois anos mais tarde por lá passou o “ENIGMA” e, oito anos depois, em Maio passado, lá estivemos com a digressão actual “CHAOS”. Qualquer uma destas três visitas a Ponte de Lima, memoráveis pelo menos para nós, deixou sempre a vontade de voltar e sentir ainda mais de perto uma genuína forma de estar na vida que diariamente se celebra num concelho em que vale a pena viver. Os encantos da mágica vila são muitos e altamente recomendáveis.

Fruto da evidente capacidade criativa das gentes de Ponte de Lima, conhece este ano a oitava edição uma das mais inovadoras iniciativas a nível cultural, que actualmente se realizam em Portugal, e que consegue ter verdadeira repercussão além fronteiras… O Festival Internacional de Jardins. A Cerimónia de Abertura da 8ª edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima aconteceu no passado dia 25 de Maio, com toda a pompa e circunstância que a presença de políticos e ilustres impõe. O anfitrião foi o Eng. Victor Mendes, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, salientando-se a presença do Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território, Dr. Pedro Afonso de Paulo, e, muito especialmente, uma enorme embaixada de políticos e autarcas da vizinha Galiza. Ponte de Lima, para além de ser um Município sem dívidas, ostenta uma estratégia de desenvolvimento largamente assente na sua cultura e nas suas tradições. A identidade cultural da região está bem patente em tudo quanto por ali se faz e, acreditem, faz-se com excelência.

A edição de 2012 do Festival de Jardins acontece sob o lema “Jardins P’ra Comer”. Os candidatos apresentaram verdadeiras obras de arte com referências altamente originais às mais diversificadas áreas que se relacionam com o tema proposto, desde jardins-horta a canteiros aromáticos, passando pela roda dos alimentos e ainda um sem inúmero de ideias e projectos que convidam o visitante à reflexão ou à experimentação de novos sabores.

Anualmente o Festival conta com o apoio público de uma figura que se associa ao evento na promoção e divulgação do mesmo. Este ano a escolha da pomposamente chamada “Personalidade Nacional de Honra” recaiu sobre este humilde servidor. Assim, é com grande honra e orgulho que recomendo vivamente que, até 31 de Outubro, diariamente, das 10 às 19 horas, não deixem de visitar o 8º Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima. Vão ver que vale a pena!

“Ponte de Lima oferece Jardins para Comer…”

Comentários (0)
Post has no comments.
Deixe um comentário




Captcha Image